WalmartBR

Untitled-4

Se você ainda não leu os outros dois posts sobre a dieta Low Carb, dê uma conferida para entender melhor este aqui.

Como funciona a Dieta Low Carb? 

Low Carb Para Iniciantes e Lista de Alimentos Permitidos.

Antes de tudo venho lembrar que qualquer dieta ou plano alimentar deve ser prescrito ou orientado por um profissional nutricionista capacitado, pois cada pessoa possui sua individualidade, necessidade e objetivos que não podem ser generalizados. 😉

Como eu disse anteriormente, o consumo reduzido de carboidratos pode ser uma boa estratégia para o emagrecimento ou perda de peso e atualmente encontramos um perfil alimentar, na população brasileira em geral, baseado em carboidratos. Então é muito difícil imaginarmos nosso café da manhã sem aquele pãozinho, ou um almoço do qual tenhamos que escolher entre arroz, batata e macarrão porque geralmente os três estão presentes no prato, ou ainda deixar de tomar um suco ou tomar um suco que seja sem açúcar, sem contar nos inúmeros biscoitos e bolachas que beliscamos durante o dia, o bolinho da tarde e ainda tantos produtos industrializados que consumimos que estão cheios de açúcar!

E agora você pode pensar: Então não sobrou quase nada para comer! Isso só mostra como vivemos a base de carboidratos! Porém existe uma quantidade enorme de alimentos e preparações que podem substituir esse alto consumo de carbos, inclusive o post passado tem justamente uma lista que pode nos orientar.

Mas nesse post gostaria de dar algumas dicas de como diminuir os carboidratos na sua alimentação:

  • Açúcar: nosso inimigo

O açúcar tornou-se ingrediente obrigatório em nosso hábito alimentar e nos acostumamos tanto com o gosto doce nas preparações que fica quase impossível pensarmos em comermos algumas coisas sem açúcar. Porém além de não ser natural (o natural é o gosto original de cada alimento), é um dos piores carboidratos que ingerimos, tendo uma das piores respostas em nosso organismo, pois tem um alto pico glicêmico e eleva os níveis de insulina, transformando grande parte da glicose metabolizada em gordura. Retirar esse elemento de nossa alimentação reduziria consideravelmente o teor calórico ingerido no dia e traria diversas melhorias para a saúde. Lembrando que, em se tratando de calorias, todas as variações de açúcar (mascavo, demerara, cristal, refinado, mel, entre outros) não apresentam grandes diferenças.

  • De olho nas farinhas

Geralmente as farinhas tem origem em cereais, que são carboidratos. Em uma dieta Low Carb por mais que se opte em consumir as integrais o valor calórico ainda é uma opção a ser considerada, por isso deve-se evitar as farinhas de cereais e substituí-las por outras farinhas (de oleaginosas, por exemplo), por tanto fique atento nas preparações à base de farinha (bolos, massas, tortas, pães, biscoitos), o ideal é evitar o consumo destes.

  • Dê valor aos vegetais

Os vegetais são alimentos muito bons de serem utilizados no processo de emagrecimento. Eles possuem pouca quantidade de carboidratos e também são baixos em calorias, pois sua composição é em maioria água, além de possuírem diversos micronutrientes, vitaminas e minerais, essenciais para nossa saúde. Por isso invista em preparações feitas com vegetais e em sua variabilidade e inclua-os em mais de uma vez ao dia na sua alimentação.

  • Evite industrializados

Os alimentos industrializados são, em sua maioria, altamente processados, cheios de conservantes e estabilizantes, além de gorduras saturadas e trans, com muito sódio, mas além de tudo, cheios de açúcar, e como já dissemos que o açúcar deve ser evitado e até mesmo cortado de nossa alimentação, esses industrializados também deverão. Uma dica é olhar os ingredientes e a tabela nutricional nas embalagens, e sempre que você ver açúcar, manitol, xilitol, maltodextrina, glicose de milho, glucose, entre outros, não os consuma.

  • Varie as preparações

Por mais que pareça impossível ter um plano alimentar reduzido de carboidratos, há muitas opções para que sua alimentação seja completa e não monótona. Por isso, utilize-se da variedade de alimentos disponíveis e faça preparações diferentes do mesmo alimento, combinando diferentes grupos de alimentos, tornando a sua refeição mais atrativa. Há diversas receitas, fáceis de achar e de fazer para que você possa incorporar na sua alimentação.

  • Low carb é menos carbo não zero carbo

Muitas pessoas acham que deverão eliminar completamente os carboidratos de sua dieta, mas isso além de não ser possível também não é saudável, pois estes, ingeridos da maneira correta e em sua forma saudável são necessários para nosso organismo. Por isso volto a falar que dietas muito restritas em carboidratos não devem ser seguidas por longos períodos de tempo, mas sim serem reintroduzidos gradualmente.

Há algumas recomendações na low carb para a quantidade de carbo a ser ingerida por dia, variando entre 20-50g, 50-100g e 100-150g. Porém a quantidade certa de carboidratos deve ser avaliada para cada individuo. Variáveis como objetivo, quanto peso precisa perder, deseja hipertrofia ou não, o intestino funcionar regularmente ou não, apresentar alguma intolerância ou não, apresentar diabetes ou outras comorbidades, entre tantos outros fatores são importantes.

Mais uma observação é que você precisa saber que tudo é questão de costume. Assim como fomos acostumados a nos alimentarmos de tantos carboidratos assim, também poderemos nos acostumar ao contrário, basta termos persistência e força de vontade.

Se ficou alguma dúvida, mande nos comentários que eu responderei ☺

 

Dra. Hanna Clara Spinola
escrito por Dra. Hanna Clara Spinola